quarta-feira, 23 de novembro de 2016

O PODER DO MOVIMENTO - ARTE E ESPIRITUALIDADE

O poder do movimento é mover-se...o poder da arte é fazer cair as máscaras. 


Parece óbvio essa frase, mas muitos nunca pararam pra pensar no poder da arte, no poder do movimento. Mas é por meio do movimento corporal que o individuo pode explorar-se e integrar o desenvolvimento físico, emocional, cognitivo com expressividade e criatividade. E porque não desenvolver sua espiritualidade. Vivenciar a dança, o movimento pode transformar o estado de consciência do ser que o pratica, fornecendo a integração psicofísica (mente-corpo) em busca do caminho para a liberdade e para o sagrado.
A dança tem o poder de nos reinventar, o movimento verdadeiro vem do íntimo. O movimento verdadeiro, puro em sua essência vem da sua capacidade de desembaralhar as telas que refletem nossa insanidade coletiva. Ou seja sua capacidade de se libertar de si mesmo e dos outros. Isso acontece quando ultrapassamos as superfícies da existência comum e nos conectamos com o mistério divino, permitindo ser envolvidos em algo além do movimento.
A espiritualidade transpira em nossos poros. Mais do que movimentos externos a dança é expressão dos medos, dores, tensões, da alegria, do contentamento e da transcendência do ser humano. É um ato de liberdade, qualquer pessoa que se dedique a arte do movimento chegará á conclusão de que a dança é a capacidade de fundir os seres de dois mundos em um só lugar. Enquanto os movimentos corporais tramitem vibrações físicas, estas são acompanhadas das vibrações espirituais de quem a pratica. A arte da dança transcende o corpo, ela precisa da totalidade pra ser completa e eficaz em sua mensagem.
Agora vamos imaginar o poder que temos nas mãos, ou melhor nos nossos corpos. Mesmo nos tempos antigos alguns estudiosos/religiosos por não entender o poder desse movimento, proibiu qualquer tipo de manifestação corporal, marginalizando a dança e ritos religiosos. O homem desde do principio dos tempos sempre dançou pra se conectar com o sagrado. O espirito humano sabe que precisa de arte. Que precisa se expressar e ser livre. Podemos adentrar nos corações por meio da arte, neste caso estamos falando da dança. 
Os seus movimentos revelam muito do seu interior, de sua relação com o sagrado. Quem tem sido sua fonte de inspiração, sua motivação em enquanto movimenta. A dança é um diálogo onde as palavras são os movimentos carregados de intencionalidade e direção. 

" Fazendo das palavras silêncio, e do silêncio gestos..."


É um ato de amor, união perfeita da alma com DEUS, ela deve transmitir algo mais que movimentos belos e perfeitos, a dança precisa ser pura, preciosa, verdadeira, libertadora pra que possa derrubar as paredes da superficialidade, do vazio e do terreno. Deixando de ser escravo das circunstâncias e dos outros. O sagrado quando entendemos a sua essência, passamos a ter a consciência da real intenção dos movimentos, o principio que o ilumina e o direciona. Transmitindo a mensagem nítida, eficaz e capaz de potencializar transformações visíveis de dentro pra fora. A dança é uma iniciação a vida, é o eterno movimento até DEUS, o ser humano precisa se alimentar dessa fonte. É a oração do corpo!

Até a próxima! By BENEVIDES

Sugestão de leitura: Um Deus que dança de José Tolentino Mendonça.

Seu comentário é importante!

O PODER DO MOVIMENTO - ARTE E ESPIRITUALIDADE

O poder do movimento é mover-se...o poder da arte é fazer cair as máscaras. 


Parece óbvio essa frase, mas muitos nunca pararam pra pensar no poder da arte, no poder do movimento. Mas é por meio do movimento corporal que o individuo pode explorar-se e integrar o desenvolvimento físico, emocional, cognitivo com expressividade e criatividade. E porque não desenvolver sua espiritualidade. Vivenciar a dança, o movimento pode transformar o estado de consciência do ser que o pratica, fornecendo a integração psicofísica (mente-corpo) em busca do caminho para a liberdade e para o sagrado.
A dança tem o poder de nos reinventar, o movimento verdadeiro vem do íntimo. O movimento verdadeiro, puro em sua essência vem da sua capacidade de desembaralhar as telas que refletem nossa insanidade coletiva. Ou seja sua capacidade de se libertar de si mesmo e dos outros. Isso acontece quando ultrapassamos as superfícies da existência comum e nos conectamos com o mistério divino, permitindo ser envolvidos em algo além do movimento.
A espiritualidade transpira em nossos poros. Mais do que movimentos externos a dança é expressão dos medos, dores, tensões, da alegria, do contentamento e da transcendência do ser humano. É um ato de liberdade, qualquer pessoa que se dedique a arte do movimento chegará á conclusão de que a dança é a capacidade de fundir os seres de dois mundos em um só lugar. Enquanto os movimentos corporais tramitem vibrações físicas, estas são acompanhadas das vibrações espirituais de quem a pratica. A arte da dança transcende o corpo, ela precisa da totalidade pra ser completa e eficaz em sua mensagem.
Agora vamos imaginar o poder que temos nas mãos, ou melhor nos nossos corpos. Mesmo nos tempos antigos alguns estudiosos/religiosos por não entender o poder desse movimento, proibiu qualquer tipo de manifestação corporal, marginalizando a dança e ritos religiosos. O homem desde do principio dos tempos sempre dançou pra se conectar com o sagrado. O espirito humano sabe que precisa de arte. Que precisa se expressar e ser livre. Podemos adentrar nos corações por meio da arte, neste caso estamos falando da dança. 
Os seus movimentos revelam muito do seu interior, de sua relação com o sagrado. Quem tem sido sua fonte de inspiração, sua motivação em enquanto movimenta. A dança é um diálogo onde as palavras são os movimentos carregados de intencionalidade e direção. 

" Fazendo das palavras silêncio, e do silêncio gestos..."

É um ato de amor, união perfeita da alma com DEUS, ela deve transmitir algo mais que movimentos belos e perfeitos, a dança precisa ser pura, preciosa, verdadeira, libertadora pra que possa derrubar as paredes da superficialidade, do vazio e do terreno. Deixando de ser escravo das circunstâncias e dos outros. O sagrado quando entendemos a sua essência, passamos a ter a consciência da real intenção dos movimentos, o principio que o ilumina e o direciona. Transmitindo a mensagem nítida, eficaz e capaz de potencializar transformações visíveis de dentro pra fora. A dança é uma iniciação a vida, é o eterno movimento até DEUS, o ser humano precisa se alimentar dessa fonte. É a oração do corpo!

Até a próxima!

By BENEVIDES

Sugestão de leitura
Um Deus que dança de José Tolentino Mendonça.

Seu comentário é importante!